Outubro 24, 2021
Os primeiros passos para se tornar atleta no Brasil.

Como se tornar um atleta no Brasil?

Como se tornar um atleta no Brasil?

Tornar-se um atleta no Brasil nem sempre é tarefa fácil. Afinal, o país não ocupa os primeiros lugares no ranking de investimento no esporte amador, que é o trampolim para a profissionalização de qualquer atleta. 

Assim, muitas vezes, o atleta no Brasil pode se sentir desmotivado. Mas, antes de desistir do sonho de se tornar um atleta profissional, é importante saber como alguém pode se tornar um atleta em terras brasileiras

Vamos dar algumas orientações para quem está pensando em seguir esse caminho, ou então, deseja que seu filho (a) possa adentrar esse mundo. Confira! 

Os primeiros passos para se tornar atleta no Brasil.

Os primeiros passos para se tornar atleta no Brasil.

Geralmente, atletas profissionais começam bem cedo na prática esportiva. 

Alguns esportes, como a ginástica olímpica, por exemplo, demandam que o atleta inicie muito cedo em idade com os treinos. 

Já outros esportes permitem sua inserção em idade mais tardia, mas no máximo até a adolescência ou em raras exceções, no início da idade adulta. 

Portanto, é importante observar a criança, desde cedo e sua paixão pelo esporte escolhido. 

Como ela se relaciona com o esporte? É nítido que apresenta talento para aquela prática? 

Está disposta a treinar longas horas, abrindo mão de outras atividades? 

De fato, a mistura de talento e dedicação costuma apresentar excelentes resultados no âmbito esportivo. Porém, é necessário também amadurecimento emocional, pois o atleta, no futuro, terá que saber lidar com derrotas e lesões, por exemplo. 

Assim, é importante buscar centros especializados na modalidade esportiva de escolha, e principalmente investir em um plano de saúde individual de qualidade, para que qualquer eventualidade possa ser tratada rapidamente. 

Ali, a criança pode começar a fazer parte de um processo de treinamento, sem abandonar a escola, algo impensável. 

Existem grandes clubes esportivos, gratuitos e pagos, os quais podem ser procurados, conforme a modalidade esportiva. 

Alguns exemplos são, no caso do futebol, por exemplo, as escolinhas de futebol e os próprios clubes de futebol, que possuem treinos para crianças. 

Já para outros esportes, como a natação, há clubes especializados e focados somente nessa modalidade, como o Clube Pinheiros, em São Paulo. 

Para o atletismo, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), possui modalidades gratuitas, para crianças a partir de 10 anos, as quais devem fazer um teste de aptidão (no caso do atletismo) ou ter disponibilidade de treino ao menos 3x na semana (no caso do judô). 

Ou seja, você consegue encontrar centros de excelência, para auxiliar na escolha da modalidade, com testes de aptidão e também para que a criança ou jovem possa treinar no esporte escolhido. 

  1. A importância de se buscar orientação profissional 

Quando a criança é treinada por um profissional, certamente obterá resultados melhores e mais rápido do que se somente treinar sozinha. 

Isso porque os profissionais sabem como inserir os treinos, quais são os fundamentos a serem trabalhados e aprimorados no atleta amador, visando tornar-se um atleta profissional. 

Os profissionais que trabalham com crianças ou atletas amadores têm formação especializada no esporte. Dessa forma, são os melhores orientadores em termos esportivos para quem deseja buscar o caminho de ser atleta no Brasil. 

Portanto, esse investimento em treinamento, caso o foco seja tornar-se um atleta profissional, é muito importante. 

  1. O aprimoramento físico e mental 

Conforme já dissemos, o atleta, no futuro, deverá saber lidar com as emoções e isso deve ser trabalhado, tanto quanto a parte física. 

Muitos atletas acabam desistindo do profissionalismo, justamente após uma derrota ou uma lesão, quando a parte emocional fica tremendamente abalada. 

Os psicólogos voltados ao esporte atualmente fazem parte da equipe que compõe vários clubes, justamente para que os atletas tenham o acompanhamento mental necessário

De fato, o aprimoramento físico é muito importante para que o atleta consiga crescer no esporte, não só na técnica mas na evolução muscular e das articulações também. 

  1. A expectativa é de quem? 

Uma pergunta que sempre deve ser feita: a expectativa daquela criança ou jovem de virar um atleta no Brasil é dele mesmo ou dos pais? 

Isso porque a autoavaliação é sempre muito importante. Através da autoavaliação, o próprio jovem poderá perceber onde precisa evoluir. 

Mas, a autoavaliação pode ser muito dura, sobretudo se as expectativas colocadas nele forem muito altas. 

Portanto, é necessário muito equilíbrio, tanto do próprio atleta, quanto da família, que deverá dar apoio quando momentos difíceis aparecerem, ou dúvidas surgirem. 

Infelizmente, quando se trata de crianças, muitos pais projetam nos filhos sonhos que não alcançaram para si próprios. 

Às vezes, a criança não gosta muito do esporte, demonstra não ter intimidade com a prática, mas os pais ficam “forçando”. 

É essencial que haja conversa, bom senso e equilíbrio, já que o desejo de se tornar atleta no Brasil tem que, antes de tudo, nascer no coração de quem vai praticar o esporte. 

Seguindo esses passos e essas orientações, você certamente conseguirá escolher um local apropriado para seus treinamentos e testes de aptidão. 

Caso haja interesse e talento, certamente o jovem poderá seguir no curso de se tornar atleta no Brasil, sempre focando no futuro e lembrando-se que não será fácil, mas poderá ser muito gratificante também. 

Leia mais: Conheça a vida luxuosa de Justin Bieber