Tempos Modernos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
Tempos Modernos

 
Informação geral
Formato Telenovela
Classificação etária Inadequado para menores de 12 anos DJCTQ (Brasil)
Duração 50 minutos (aproximadamente)
Criador Bosco Brasil
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) José Luiz Villamarim
Elenco original Antonio Fagundes
Eliane Giardini
Fernanda Vasconcellos
Thiago Rodrigues
Vivianne Pasmanter
Felipe Camargo
Regiane Alves
Otávio Muller
Marcos Caruso
Grazi Massafera
Priscila Fantin
Danton Mello
Malu Galli
Paula Possani
ver todos
Tema de abertura "Cérebro eletrônico"
Myllena[1]
Exibição
Emissora de
televisão original
Rede Globo
Formato de exibição 480i (SD)
Transmissão original 11 de janeiro de 2010[2]
a 16 de julho de 2010
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 161
Portal Televisão · Projeto Televisão

Tempos Modernos foi uma telenovela brasileira, produzida e exibida pela Rede Globo em seu horário das 19 horas. Escrita por Bosco Brasil, com colaboração de Maria Elisa Berredo, Mário Teixeira, Izabel de Oliveira, Márcio Wilson, Patrícia Moretzsohn e Marcos Lazarini, teve supervisão de texto de Aguinaldo Silva, mais conhecido por seus sucessos Senhora do Destino e Duas Caras. Com direção geral e de núcleo de José Luiz Villamarim, tem também como diretores Paulo Silvestrini, Carlo Milani e Luciana Oliveira. Sua estreia ocorreu no dia 11 de janeiro de 2010,[3][4] substituindo Caras & Bocas de Walcyr Carrasco. Seu término foi dia 16 de julho de 2010, sendo substituída por Ti Ti Ti,[5] de Maria Adelaide Amaral.[6]

Contou com os atores Antonio Fagundes, Eliane Giardini, Marcos Caruso, Thiago Rodrigues, Fernanda Vasconcellos, Felipe Camargo, Vivianne Pasmanter, Otávio Muller, Regiane Alves, Danton Mello, Priscila Fantin, Malu Galli, Grazi Massafera e Paula Possani, entre outros, nos papéis principais.

Sinopse

Leal Cordeiro (Antônio Fagundes) é um homem milionário, que certo dia decidiu construir o Titã II, um gigantesco edifício, em São Paulo. Só que Hélia Pimenta (Eliane Giardini), uma antiga paixão sua do passado, é contra esse projeto, e planeja impedir que o mesmo avance na construção.

Ela se vê em determinado momento, novamente na vida de Leal, onde o coração de ambos voltarão a bater mais forte um pelo outro, mesmo estando em lados opostos quanto suas opiniões e maneiras de levar a vida.

No meio desse amor mal resolvido, Hélia e Leal precisam cuidar ainda de seus filhos.

Leal é pai de três filhas: a perua Regeane (Vivianne Pasmanter), a mimada Goretti (Regiane Alves) e a caçula desajuízada Nelinha (Fernanda Vasconcellos). Hélia é mãe de Zeca (Thiago Rodrigues), um jovem de princípios.

O destino fará, ironicamente, com que Nelinha e Zeca se apaixonem, mas não antes de sofrerem por conta da noiva de Zeca, Nara (Priscila Fantin), que planeja impedir a felicidade desse casal.

Enquanto isso, Regeane, a filha mais velha de Leal, comprometida com Albano (Guilherme Weber), que finge amá-la e mantém um caso extraconjugal com sua colega de serviço, a vilã Deodora (Grazi Massafera), onde ambos só planejam roubar todo o dinheiro de Leal, elaborando diversos planos malignos, se vê cada vez mais envolvida com Portinho (Felipe Camargo), seu ex-marido, tendo que reviver velhos sentimentos do passado para poder seguir em frente no futuro.

Produção

Inicialmente, o nome da novela seria Bom Dia, Frankenstein, em seguida foi modificado para Fim dos Tempos e mais tarde para Tempos Modernos, o qual foi por fim utilizado pela emissora.[8]

Carolina Dieckman e Priscila Fantin foram convidadas para o papel de Nelinha, mas ambas recusaram.[9][10] A atriz Priscila Fantin declarou que recusou devido ter feito papéis principais em suas últimas novelas (em Sete Pecados, ela interpretou a protagonista Beatriz, em Alma Gêmea, a mocinha Serena, em Chocolate com Pimenta, a vilã Olga, a sofredora Maria em Esperança e a Tati de Malhação).[11] Por fim, Fernanda Vasconcellos que interpretaria Nara foi convidada para ocupar o posto de protagonista, Priscila Fantin ficou com a dançarina Nara.[12]

Pela terceira vez, Fernanda Vasconcellos e Thiago Rodrigues formam par romântico em novelas. As duas anteriores foram em Malhação, em 2005, e em Páginas da Vida, em 2006.[13]

Outra atriz cotada para o papel de Nara foi Juliana Knust, porém recusou. Daniel de Oliveira era dado como certo na pele de Zeca Pimenta, mas não pôde aceitar, pois estava compromissado com a série Decamerão, a comédia do sexo. Gisele Fróes foi convidada para ser Hélia Pimenta, mas o papel acabou ficando com Eliane Giardini. Débora Falabella e Dan Stulbach foram inicialmente cotados para os papéis Deodora e Albano, porém Grazi Massafera e Guilherme Weber, acabaram encarnando os antagonistas da trama.

A trama de Tempos Modernos apostou em diversos triângulos amorosos com desfechos incertos. Exemplos são: Nelinha, Zeca e Nara; Leal, Iolanda e Hélia; e Portinho, Regeane e Deodora.

Audiência

A estreia de Tempos Modernos obteve índices de 29 pontos no Ibope,[14] contra 33 de Caras & Bocas e Três Irmãs, suas antecessoras.

No capítulo do dia 25 de janeiro de 2010, marcou apenas 24 pontos de média. Nesse mesmo dia, Cama de Gato, novela da faixa das 18h, registrou 27 pontos de média.[15]

A maior audiência foi registrada no dia 16 de julho, último capítulo, quando a novela marcou uma média de 38 pontos e pico de 38.[16] Antes, o recorde era de 32 pontos, marcado no dia 15 de julho. [17]

Em um sábado, durante o carnaval, no dia 13 de fevereiro de 2010, Tempos Modernos marcou a pior média já registrada por uma novela das 19h desde Bang Bang: apenas 14 pontos.[18] No mesmo dia, no Rio de Janeiro, a trama marcou 10 pontos.[19]

A novela teve média geral de 25 pontos, chegando a ser à segunda novela global mais fracassada do horário "das sete",ficando atrás apenas de Três Irmãs que marcou 24 pontos,Ganhou de fracasso até de "Bang Bang", fracasso colossal de 27 pontos, sendo que a média mínima requisitada pela Rede Globo no horário é de 35 pontos. [16]

Elenco

Em ordem de abertura
Ator[20][21] Personagem
Antônio Fagundes Leal Cordeiro
Eliane Giardini Hélia Pimenta
Fernanda Vasconcellos Cornélia Cordeiro (Nelinha/Cornélia Santos Reis)
Thiago Rodrigues José Carlos Pimenta Cordeiro (Zeca)
Regiane Alves Goretti Cordeiro ()
Otávio Muller Altemir Assunção da Paz (Bodanski)
Vivianne Pasmanter Regeane Cordeiro (Maria Ninguém)
Felipe Camargo Vinícius Porto de Mello (Portinho)
Otávio Augusto Faustaço Lumbriga
Débora Duarte Tertuliana (Tertu)
Leonardo Medeiros Ramon Piñon
Alessandra Maestrini Benedita Kusnezov Piñon (Ditta)
Malu Galli Iolanda Paranhos
Ricardo Blat Fidélio
Genésio de Barros Pasquale
Pascoal da Conceição Zuppo
Edmilson Barros Lindomar Mariano Assunção
Cláudia Missura Lavínnia Palumbo
Jairo Mattos Gaulês (Jean Paul)
Cris Vianna Tita Bicalho
Caroline Abras Katrina
Antônio Fragoso Zapata
Cássio Inácio Tartana
Gilberto Miranda Madrugadinha
Luciana Borghi Bárbara Lee
Joana Lerner Heloísa (Helô)
Fabrício Boliveira Nabuco Mota
Alexandra Martins Dulcinólia Lumbriga (Duba)
Anderson Lau Okuda
Paulo Leal de Melo Raulzão (Ducha Fria)
Darlan Cunha João Carlos Paranhos (Joca)
Márcio Seixas Frankestein (Frank)
Janaína Ávila Milena Morgado
Rafa Martins Max do Cavaco
Paula Possani Maureen Lobianco
Isabel Lobo Thaís Trancoso
Selma Egrei Tamara Palumbo
Tuna Dwek Justine
As crianças
Ator↓ Personagem↓
Poliana Aleixo Maria Eunice Cordeiro Bodanski
Rebeca Orestein Maria Helena Cordeiro Bodanski
Jenifer de Oliveira Andrade Maria Clara Cordeiro Bodanski
Ana Karolina Lanes Maria Eugênia Cordeiro Bodanski
Apresentando
Ator↓ Personagem↓
Eliana Pittman Miranda Paranhos
João Baldasserini Túlio Osório
Aline Peixoto Jannis Piñon
Guilherme Leicam Led Piñon
Alexandre Cioletti Valvênio
Atores convidados
Ator↓ Personagem↓
Priscila Fantin Nara Nolasco Pimenta
Danton Mello Renato Vieira de Mattos[22]
Guilherme Weber como Albano / Padre Isidro↓
Grazi Massafera como Deodora Madureira Niemann / N.
Marcos Caruso como Otto Niemann
Participação especial
Ator↓ Personagem↓
Elias Gleizer Abraãozinho Mota
Elenco de apoio

Reclassificação

Quatro dias após seu término, a novela foi reclassificada de Livre para Inadequada para menores de 12 anos, por conter cenas de violência, como assassinatos e agressão física. Com essa classificação, a novela não poderia ser exibida ás 19 horas, já que um programa inadequado para menores de 12 anos só pode ser exibido após ás 20 horas. Outras novelas da Rede Globo ganharam nova classificação, como Escrito nas Estrelas, telenovela das 18 horas, que passou de Livre para Inadequada para menores de 10 anos e Passione, telenovela das 21 horas, que passou de Inadequada para 10 para Inadequada para menores de 12 anos. A Rede Globo teria recebido uma advertência do Ministério da Justiça dia 6 de julho, mas só respondeu dia 19 de julho, quando estreou Ti Ti Ti. A emissora disse que a trama de Bosco Brasil foi "light", que acompanhou a revolução tecnológica sem deixar de lado as relações humanas, explorando as mais diversas formas de amar. [23]

Trilha sonora

Nacional

  1. 10 minutos (Dimmi Perché) - Ana Carolina
  2. Tudo sobre você - Zélia Duncan
  3. Almas gêmeas - Ana Costa & Paulinho Moska
  4. Capital do tempo - Mart'nália
  5. Vete de mi - Caetano Veloso
  6. Magrelinha - Luiz Melodia
  7. Inquieta, tonta e encantada - Maria Rita
  8. Cérebro eletrônico - Myllena[1]
  9. Até quando esperar - Plebe Rude
  10. O segundo sol - Cássia Eller
  11. Paixão - Cláudia Leitte
  12. Se tudo pode acontecer - Wanderléa
  13. Aula de matemática - Dhi Ribeiro
  14. Segredo - Ney Matogrosso
  15. A última nau - Zé Ramalho
  16. Invejoso - Arnaldo Antunes
  17. O sonho - Flora Purim
  18. Amores do metrô - Demônios da Garoa
E ainda

Internacional

  1. Crazy Little Thing Called Love - Queen
  2. Looking for paradise - Alejandro Sanz & Alicia Keys
  3. Stone cold sober - Paloma Faith
  4. Strawberry Swing - Coldplay
  5. Run - Snow Patrol
  6. Kings and queens - 30 Seconds To Mars
  7. Boys don't cry - Jay Vaquer
  8. Rocket man (I think it's going to be a long, long time) - John Kip
  9. Trust me - Xandra Joplin
  10. Light my fire - Exílio
  11. Smile - Sílvia Machete
  12. Like a lover - Renato Russo & Fernanda Takai
  13. F... Comme femme - Marysa Alfaia
E ainda