Depois de vencer o câncer, Joana Fomm enfrenta doença que afeta o sistema neurológico

 
Do UOL, no Rio
 

Divulgação/TV Globo

Joana Fomm vai voltar à TV em "As Cariocas", minissérie da Globo que deve estrear em outubro. Em 2007, a atriz não pôde aceitar o convite de Gilberto Braga para fazer "Paraíso Tropical" porque estava tratando de um câncer nos seios. Agora, a atriz luta contra uma nova doença: a disautonomia, que afeta o sistema nervoso e compromete os movimentos de Joana. Por causa disso, ela não vem trabalhando como gostaria, apesar de ainda ser contratada da TV Globo até 2014.

Joana conta que se emocionou durante as gravações de "As Cariocas". "Foi comovente. Quando as gravações terminaram, o elenco bateu palmas para mim. Fiquei muito feliz", lembra a atriz, que na minissérie interpreta Denise, uma suburbana que é louca pela filha Michele, papel de Grazi Massafera.

A atriz revela que ainda não se sente preparada para encarar uma novela por causa da disautonomia. "Vivia caindo e cheguei a quebrar uma costela numa queda. Minha pressão foi a três e brinquei com os médicos que fui ressuscitada. Agora medicada, não tenho me acidentado, mas sinto pouca força nas pernas" conta Joana, de 69 anos.

Em breve, a atriz vai iniciar uma rotina de exercícios para fortalecer seus músculos. "Essa doença não tem cura. É como a hipertensão. Vou ter que tomar remédios a vida toda", explica. Joana sente falta de trabalhar, mas sabe que não aguentaria voltar à rotina de uma novela. "Gostaria de fazer mais minisséries e participações", observa.

Mesmo assim, Joana não se sente esquecida pela Globo. "Tenho recomendação médica para não fazer uma novela inteira. Os autores e diretores são excelentes comigo. Não posso reclamar", encerra.