O Cravo e a Rosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
Ir para: navegação, pesquisa
O Cravo e a Rosa
 
Informação geral
Formato Telenovela
Classificação etária Permitido para todas as idades DJCTQ (Brasil)
Duração 45 min. (aprox.)
Criador Walcyr Carrasco
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Produtor(es) Walter Avancini
Elenco original Adriana Esteves
Eduardo Moscovis
Drica Moraes
Luís Melo
Maria Padilha
Ney Latorraca
Leandra Leal
Ângelo Antônio
Rodrigo Faro
Pedro Paulo Rangel
Ver Mais
Tema de abertura "Jura", Zeca Pagodinho
Emissora(s) de
televisão lusófona(s)
Mostrar lista
Transmissão original 26 de junho de 2000- 10 de março de 2001
N.º de episódios 221 capítulos
Portal Televisão · Projeto Televisão

O Cravo e a Rosa foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo de 26 de junho de 2000 a 10 de março de 2001, em 221 capítulos.[1][2] Escrita por Walcyr Carrasco e Mário Teixeira, com a colaboração de Duca Rachid, e dirigida por Mário Márcio Bandarra, Amora Mautner, Ivan Zettel e Vicente Barcellos com direção geral e de núcleo de Walter Avancini, substituindo Dênis Carvalho.

A trama, baseada na peça teatral A Megera Domada, de William Shakespeare, teve Adriana Esteves, Eduardo Moscovis, Leandra Leal, Ângelo Antônio, Drica Moraes e Carlos Vereza nos papeis principais da trama.

História

Sinopse

Catarina Batista é a mulher moderna, na sociedade paulista da época de 20, que recusa o papel feminino de se restringir a lavar ceroulas em um tanque. Julião Petruchio é um homem cuja crença é a de que a mulher deve ser a rainha do lar. Duas pessoas tão diferentes vivem um romance contraditório. Conhecida como "a fera", por botar todos os seus pretendentes para correr, Catarina vai esbarrar na teimosa cínica de Petruchio, que inicialmente, decide conquistá-la para, com o dote do casamento, salvar sua fazenda de ser leiloada.

Eles acabam se apaixonando, mas não dão o braço a torcer, vivenciando cenas muito bem-humoradas e hilárias de discussões e brigas vulcânicas. Ele fingindo-se de "cordeirinho", e ela cada vez mais furiosa com sua insistência.

Mas há os que são contra e a favor desse improvável romance. A começar pela família de Catarina. Nicanor Batista, seu pai, quer vê-la casada, livrar-se do constrangimento que passa por causa das atitudes da filha e lançar sua candidatura a prefeito; Bianca, a irmã mais nova, é o contraponto de Catarina: quer noivar e casar, mas só terá permissão após a filha mais velha arrumar um pretendente.

Já Cornélio Valente, tio de Petruchio, torce pelo sobrinho; assim como Calixto, velho empregado da fazenda que considera Petruchio como um filho e se apaixona pela governanta de Catarina, Mimosa. Também apoiam o romance Dinorá, esposa de Cornélio, e Josefa, irmã e mãe do esportista Heitor, pois as duas querem vê-lo casado com Bianca, por causa da fortuna dos Batista.

Entre os que não aprovam o casamento, há a ardilosa Lindinha, criada com Petruchio na fazenda, apaixonada por ele e que conta com a ajuda de Januário para atrapalhar o romance dos dois; o jornalista Serafim, que pretende conquistar Catarina para dar o golpe do baú; e o vilão Joaquim, homem misterioso cujo único objetivo é arruinar Petruchio porque acredita que ele foi o responsável pela perdição de sua única filha, Marcela.

E para piorar esse cenário, chega Marcela, vinda de Paris para se apossar dos bens do ingênuo pai e para reconquistar de vez Petruchio, batendo de frente com a "fera" Catarina.

Exibição

O Cravo e a Rosa foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo, entre 13 de janeiro e 1 de agosto de 2003, às 14h30. Foi umas das reprises que foi ao ar com menos tempo depois de ser exibida originalmente, apenas 1 ano e 10 meses do seu término, e teve média de 26 pontos de audiência.

A novela foi reapresentada nos Estados Unidos, no Vale a Pena Ver de Novo, pela Globo Internacional. Em Portugal, foi exibida no canal SIC e, atualmente, está sendo reprisada, no horário das 14h, substituindo a novela "Como Uma Onda".

Audiência

Média Final: 30,6 pontos[3]

Recepção

O Cravo e a Rosa foi inspirada no clássico A Megera Domada, de William Shakespeare, com referências nas novelas A Indomável, de Ivani Ribeiro, de 1965, e, O Machão, de Sérgio Jockyman, de 1974. Graças à excelente química entre seus protagonistas, Julião Petrucchio (Eduardo Moscovis) e Catarina Batista (Adriana Esteves), e, o tom de comédia, O Cravo E A Rosa se tornou uma novela de boa audiência, com uma média geral de 30,6 pontos no horário.[4] Walcyr Carrasco então, depois do grande sucesso de suas novelas, na extinta TV Manchete, se consolidou como um dos autores de maior respeito da TV Globo, com mais duas tramas de época, campeãs de audiência no horário: Chocolate com Pimenta, em 2003 e Alma Gêmea, em 2005. Devido ao grande sucesso, a novela teve um esticamento de cerca de 70 capítulos..[5]

Elenco

em ordem de abetura
Ator↓ Personagem↓
Adriana Esteves Catarina Batista
Eduardo Moscovis Julião Petruchio
Drica Moraes Marcela Almeida
Leandra Leal Bianca Batista
Ângelo Antônio Prof. Edmundo
Pedro Paulo Rangel Calixto
Eva Todor Josefa/Desirrè
Taumaturgo Ferreira Januário Almeida
Tássia Camargo Joanna
Suely Franco Mimosa
Rodrigo Faro Heitor
João Vitti Jornalista Serafim
Vanessa Gerbelli Lindinha
Murilo Rosa Celso
Carlos Evelyn Fábio (Mudinho)
Carla Daniel Lurdes
Virgínia Cavendish Bárbara
Ana Lúcia Torre Neca (Leonor Fernandes)
Bia Nunnes Dalva
Miriam Freeland Candoca
Rejane Arruda Kiki Duprèe
Luís Antônio Nascimento Buscapé
Júlio Levy Cosme
Bernadeth Lyzio Berenice
Taís Miller Fátima
João Capelli Jorginho
Luís Mello como Nicanor Batista / Manoel↓
Ney Latorraca como Cornélio Valente
Maria Padilha como Dinorá Valente
Atores convidados
Ator↓ Personagem↓
Carlos Vereza Joaquim Almeida
Cláudio Corrêa e Castro Normando Castor
Ator↓ Personagem↓
Déo Garcez Ezequiel
Matheus Petinatti Teodoro
Paulo Hesse Delegado Sansão Farias
Sérgio Módena Ignácio
Gláucio Gomes gerente do hotel
Roney Villela bandido
Jamaica Magalhães Benedita
Rosane Corrêa Etelvina
Isaac Bardavid Dr. Felisberto
Castro Gonzaga Dr. Felisberto
Lúcia Alves Dra. Hildegard
Nelson Xavier médico
Nizo Neto François
Alexandre Barillari Homem que paga uma dívida à Petrucchio

Músicas

Trilha sonora

Capa: Leandra Leal

  1. "Jura" - Zeca Pagodinho (tema de abertura)
  2. "Olha o que o Amor Me Faz" - Sandy & Junior
  3. "O Cravo e a Rosa" - Jair Rodrigues
  4. "Nada Sério" - Joanna
  5. "Tristeza do Jeca" - Sérgio Reis
  6. "Mississippi Raq" - Claude Bolling
  7. "Quem Toma Conta de Mim (Someone To Watch Over Me)" - Paula Toller
  8. "Lua Branca" - Verônica Sabino
  9. "Odeon" - Sérgio Saraceni
  10. "Coquette" - Guy Lombardo
  11. "Tua Boca" - Belo
  12. "Tea For Two" - Ella Fitzgerald & Count Basie
  13. "Rain" - Sérgio Saraceni
  14. "On The Mississippi" - Claude Bolling