O Clone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Clone
Informação geral
Formato Telenovela
Classificação etária Inadequado para menores de 12 anos DJCTQ (Brasil)
Duração 65 minutos (aproximadamente)
Criador Glória Perez
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Jayme Monjardim e
Marcos Schechtman
Elenco original Giovanna Antonelli
Murilo Benício
Juca de Oliveira
Eliane Giardini
Reginaldo Faria
Vera Fischer
Letícia Sabatella
Débora Falabella
Stênio Garcia
Adriana Lessa
Paulo Ascenção
Nívea Maria
Daniela Escobar
Dalton Vigh
e ver mais
Tema de abertura "Sob o Sol"
Sagrado Coração da Terra[1]
Emissora(s) de
televisão lusófona(s)
Mostrar lista
Transmissão original 1 de outubro de 2001- 15 de junho de 2002
N.º de episódios 221
Portal Televisão · Projeto Televisão

O Clone foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 1 de outubro de 2001 e 15 de junho de 2002. Foi escrita por Glória Perez com direção de Teresa Lampreia e Marcelo Travesso, direção geral de Jayme Monjardim, Mário Márcio Bandarra e Marcos Schechtman e núcleo por Jayme Monjardim.[2] Teve 221 capítulos na versão brasileira e 250 na versão internacional.

A novela contou com os atores Giovanna Antonelli, Murilo Benício, Juca de Oliveira, Adriana Lessa, Stênio Garcia, Débora Falabella, Eliane Giardini, Vera Fischer, Reginaldo Faria, Dalton Vigh e Daniela Escobar nos papéis principais.[3]

História

Sinopse

Primeira fase

A história começa no ano de 1980. O empresário Leônidas Ferraz, um homem viúvo, tem uma vida resumida a seus negócios, não tendo muito tempo para a sua vida pessoal. Ele é pai de gêmeos totalmente idênticos na aparência: Diogo, um rapaz alegre e boa-praça, é o preferido dele para sucedê-lo em seus negócios, e Lucas, um rapaz romântico e galanteador, que aproveita a vida sem compromissos profissionais. A única semelhança que Lucas e Diogo têm em comum é a aparência física, pois os dois têm características completamente diferentes.

A bela e romântica muçulmana Jade, vive no Brasil com a sua mãe Sálua. Mas, após a morte da mãe, Jade, com apenas 18 anos, volta para o Marrocos para viver com o seu tio, o patriarca Ali, que também cuida de sua outra sobrinha, Latiffa. Ali quer escolher bons maridos para as suas sobrinhas. Ele deixa Jade e Latiffa sob os cuidados da empregada Zoraide, que ama as meninas como se fossem suas próprias filhas.

Diogo e Lucas vão passar uns dias no Marrocos junto com o padrinho de ambos, o cientista Albieri, que os ama como se fossem seus próprios filhos. Os irmãos conhecem novos amores: Diogo se encanta pela bela Yvete, e passam juntos uma noite de amor. Visitando a casa de Ali, grande amigo de Albieri, Lucas conhece e se apaixona perdidamente por Jade, e é correspondido, mas são impedidos de se amarem por causa dos costumes muçulmanos, defendidos com rigor por Ali, que quer que Jade se case com Said, amigo da família, mas ela se recusa, pois não aceita os costumes e nem vestir-se como as muçulmanas e fica disposta a fugir de seu país para se casar com Lucas e amar o homem que ela escolheu. Ele diz que retornará ao Marrocos para buscá-la. De volta ao Brasil, Diogo descobre que Yvete é a mulher que seu pai vinha namorando e imediatamente a reprova, uma vez que seu pai fora traído. Yvete não se entrega e cria intrigas para continuar com Leônidas, que cede a ela.

Brigado com o pai, Diogo acaba sofrendo um acidente fatal de helicóptero, para o desespero de sua família. Sua morte provoca muitas reviravoltas em sua família: Leônidas, arrasado e cheio de remorsos, se distancia de Yvete, e Lucas, ao ver todo esse tormento, desiste de fugir com Jade. Sem alternativa e com medo de ser expulsa da família, ela aceita a escolha de seu tio Ali e se casa com Said. Apaixonado por Jade, ele a aceita mesmo após perceber que ela já não é mais virgem, chegando a fazer um corte em um dedo da mão para simular o sangramento que Jade teria na primeira relação sexual dos dois, a fim de acabar com as suspeitas de Ali.

O cientista Albieri, grande amigo de Leônidas e padrinho dos gêmeos, a quem os ama como um pai também se abala muito com a morte de Diogo. Em certo dia, quando Lucas vai ao seu laboratório extrair uma pinta, Albiera decide, em segredo, guardar as células dele para cloná-lo e assim trazer Diogo de "volta", realizando o maior sonho de sua vida: ser o primeiro a realizar a clonagem de um ser humano. Ele guarda as células de Lucas, mas acidentalmente elas são usadas para inseminar Deusa, uma mulher que sempre quis ter filhos e não conseguia. Acreditando ter fazendo uma inseminação artificial comum, Deusa tem o filho, sem saber que é um clone de outro rapaz. Albieri de início fica horrorizado com o acaso, mas depois afeiçoa-se enormemente ao filho de Deusa, tornando-se padrinho dele também. Sua obsessão pelo garoto - Léo - assusta a mulher, que decide ir embora com o filho de volta para a sua cidade, Belém do Pará.

 Segunda fase

Passam-se 20 anos. Jade está casada com Said, e tenta ser feliz ao lado dele, mas nunca conseguiu esquecer Lucas. Said e Jade têm uma filha, Khadija. Consciente de que Jade nunca o amou realmente, Said, posteriormente, casa-se também com a jovem Ranya. Em outro momento, em um ato de fúria com Jade, ele a repudia três vezes, o que significa divórcio, mas se arrepende. No entanto, pelos costumes muçulmanos, o marido só pode voltar atrás nesta decisão caso arranje um outro marido para sua mulher, para que este também a repudie. Foi o que Said fez: ele pede ao amigo Zein, um mulherengo mas solteiro convicto, que se case de fachada com Jade por um dia, para que ela possa voltar para ele depois. Só que Zein se apaixona por Jade, sendo mais um disputando o amor dela.

Já Lucas, a contragosto, passou a trabalhar na empresas do pai, que o pressionava para ser como Diogo. Lucas casou-se com a bela Maysa, que namorava Diogo à época do acidente e que se apaixonou por Lucas assim que o viu pela primeira vez, já após a morte do gêmeo. Com Maysa, Lucas também teve uma filha: Mel. Após 20 anos, Lucas e Jade se reencontram no Rio de Janeiro, quando ela vem ao Brasil com Said, que vinha para tratar de negócios com Leônidas. Lucas e Jade lentamente voltam a fazerem planos para ficarem juntos. Por outro lado, Said e Maysa chegam a ter um rápido relacionamento para afogarem as mágoas.

Mel desenvolve dependência química junto com dois amigos, Nando e Regininha. Lobato, sócio de Leônidas, também sofre com dependências relacionadas ao alcoolismo. Ele perdeu o emprego e os familiares por causa disso e vive um desespero. Mel chega a ser presa por porte de drogas, e ainda participa de um assalto a ônibus para conseguir dinheiro para comprar cocaína, chegando também a facilitar um assalto em sua própria casa, deixando Maysa sob a mira de um revólver. A dependência dela contribui para estragar mais um plano de Lucas de fugir com Jade. Mel começa a querer mudar após se apaixonar por Xande, contratado por Leônidas para ser segurança de sua neta. Ela é correspondida e ganha o apoio do namorado, mas não consegue se livrar das drogas, sofrendo um aborto espontâneo em sua primeira gravidez. Já na sua segunda, ela coloca a sua própria vida e a do filho em risco durante o parto. Maysa se fortalece com o apoio de Clarice, mãe de Nando, a procurar ajuda para seus filhos.

Léo reencontra Albieri ocasionalmente nos lençóis maranhenses. Léo acompanha o padrinho em uma viajam deste Marrocos, onde Albieri visitaria seu amigo Ali. Ali, Léo conhece Jade e se apaixona por ela, exatamente como aconteceu com Lucas há 20 anos atrás. Ele, então, disputa com seu Lucas o amor de Jade. Quando o clone descobre toda a verdade, ele começa a refletir sobre sua vida e, quando Leônidas Ferraz descobre também, briga na justiça com Deusa pela paternidade de Léo.

Latiffa se casou com o irmão de Said, o religioso Mohammed, com quem teve dois filhos: Samira e Amin. Quando a família vai morar no Brasil, na casa de Nazira, irmã de Mohammed e Said, eles têm um choque de culturas. Nazira tem um amor imaginário, Miro, com quem tem uma relação de amor e afeto. Samira, criada no Brasil, não consegue viver de acordo com as regras islâmicas. Apaixona-se por seu colega de escola Zé Roberto, e esconde dos pais a sua primeira menstruação - momento que marcaria o início de sua obrigação em usar o véu. Ela também demonstra horror ao casamento que seus pais procuram lhe arranjar.

Dona Jura, mãe de Xande, é uma mulher divertida e engraçada. Ela é dona de um bar no bairro de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, bastante famoso no local devido aos pastéis que faz. Segundo os moradores, são bastante saborosos. Lá é o ponto de encontro dos moradores do bairro, como os amigos Ligeirinho e Raposão.

Fim

Lucas consegue finalmente fugir com Jade e os dois ficam felizes e juntos. Já o clone Léo desaparece com o seu padrinho Albiéri nas dunas do deserto do Saara. Mel e Nando conseguem se livrar da dependência química, exceto Regininha, que some no mundo. Eles abrem uma clínica para dependentes químicos com o nome de Regininha, em homenagem à amiga. Leônidas, que nunca deixou de gostar de Yvete, se casa com ela e os dois têm gêmeos, recomeçando toda a história. Zoraide se casa com Ali. Nazira pensa em Miro, que lhe aparece como em seus sonhos: vestido de árabe e montado em um cavalo alado branco, ele a leva embora para o Marrocos, onde os dois são saudados pelo povo como reis. Said se casa com Zuleika, antiga pretendente de Mohamed. Amina, irmã de Ranya se casa com um comerciante muito rico. Mohammed acredita que Zé Roberto será um bom muçulmano e um bom noivo para sua filha Samira.

Exibição

A trama é ambientada em São Cristóvão, no Rio de Janeiro, no Marrocos e na Arábia, e ficou no ar entre 1º de Outubro de 2001, substituindo Porto dos Milagres, de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, e 15 de junho de 2002, sendo substituída por Esperança, de Benedito Ruy Barbosa, com 221 capítulos, às 20:50. Em seus últimos meses de exibição, a novela passou a ser exibida às 21:00.

Abertura

Na abertura de O Clone é mostrada uma pessoa e seu clone fazendo manobras com o corpo, provocando efeitos visuais para o público, com a marca de DNA em seus corpos.Tudo isso embalado na música Sob o Sol, de Sagrado Coração da Terra.Na verdade, a abertura foi feita com apenas uma pessoa, fazendo a outra idêntica com vários espelhos, parecendo real.

Audiência

Exibição em outros países

A novela O Clone foi exportada para 91 países,[7] além de ter sido produzida uma versão hispânica, com atores de diversos países da América Latina, com gravações que ocorreram na Colômbia e nos Estados Unidos.[8][9]

No dia 7 de abril de 2008, começou a ser reprisada na TV Globo Portugal, para o público português.[10]

Recepção

O Clone rendeu a Glória Perez inúmeros prêmios no Brasil e no exterior. Os mais importantes recebidos no exterior vieram dos Estados Unidos: Prêmio INTE (o mais importante da televisão latina) de melhor autor e, prêmios concedidos pelo DEA e pelo do FBI, em razão da campanha pelos dependentes químicos.

Prêmios

Prêmio INTE 2003[11][12]

Prêmio APCA 2002[13]

Prêmio Contigo![14]

Troféu Imprensa 2001[15]

  • Melhor Telenovela - O Clone

Prêmio Internet[16]

Meus Prêmios Nick[17]

Prêmio Qualidade Brasil RJ[18]

Prêmio Austregésilo de Athayde[19]

Melhores do Ano - Domingão do Faustão (2001)

Melhores do Ano - Domingão do Faustão (2002)

Troféu Radar

Festival de Cinema e Televisão de Natal[20]

Elenco

Antes de interpretar a personagem Monique na trama, Cynthia Falabella substituiu a irmã Débora Falabella em alguns capítulos no papel de Mel, quando Débora teve de se ausentar da trama. As cenas foram ao ar no capítulo 181. A semelhança entre as duas irmãs foi tão grande que as cenas de Mel destruindo seu quarto ficaram tão reais que o público não soube distinguir Cynthia de Débora.

Viviane Victorette foi vencedora de um concurso promovido pelo Caldeirão do Huck e com isso ganhou a personagem Regininha, uma dependente química amiga de Mel.

Essa aparição como dr. Molina foi o último trabalho de Mário Lago na TV, uma vez que ele faleceria ainda durante a exibição de O Clone, em 30 de maio de 2002, uma quinta-feira, quando ia ao ar o capítulo 208.

O cantor Alessandro Safina, intérprete da canção Luna, tema de Yvete (Vera Fischer) e Leônidas (Reginaldo Faria), gravou uma participação na trama na cena em que se apresentava no brechó de Yvete. As cenas foram ao ar no capítulo 50, ainda na primeira fase da trama.

em ordem de abertura
Ator[3]↓ Personagem↓
Murilo Benício Lucas Ferraz / Diogo Ferraz / Leandro Edvaldo (Léo)
Giovanna Antonelli Jade
Vera Fischer Yvete
Reginaldo Faria Leônidas Ferraz
Com

Marcelo Brou

Ator↓ Personagem↓
Daniela Escobar Maysa Ferraz
Adriana Lessa Deusa
Neuza Borges Dalva
Jandira Martini Zoraide
Marcello Novaes Xande (Alexandre)
Marcos Frota Escobar
Beth Goulart Lidiane Valverde
Cissa Guimarães Clarice
Victor Fasano Otávio Valverde (Tavinho)
Débora Falabella Milena Ferraz (Mel)
Luciano Szafir Zein
Guilherme Karan Raposão
Eri Johnson Ligeirinho
Myrian Rios Anita
Totia Meireles Laurinda
Murilo Grossi Júlio
Nívea Stelmann Ranya
Raul Gazolla Miro
Thaís Fersoza Telma Valverde (Telminha)
Françoise Forton Simone
Sérgio Marone Cecéu
Juliana Paes Karla
Thiago Fragoso Nando
Elizângela Noêmia
Sthefany Brito Samira
Thiago Oliveira Amin
Carla Diaz Khadija
Carolina Macieira Sumaya
Perry Salles Mustafá
Solange Couto Dona Jura
Thalma de Freitas Carol
Mara Manzan Odete
Tania Alves Norma
Pitoco
Christiana Kalache Aninha
Jayme Periard Rogê
Antônio Pitanga Tião
Viviane Victorette Regininha
Michelle Franco Michelle
Milena Paula Milena
Ingra Liberato Amina
Eduardo Martini Cotia
Eduardo Canuto Gasolina
Luá Ubacker Duda
Aimée Ubacker Aimée
Apresentando
Ator↓ Personagem↓
Maria João Bastos Amália
Dalton Vigh Said
Andressa Koetz Soninha
Atores convidados
Ator Personagem
Antônio Calloni Mohamed
Osmar Prado Lobato
Sebastião Vasconcellos Tio Abdul
Roberto Bonfim Edvaldo
Atrizes convidadas
Ator Personagem
Ruth de Souza Dona Mocinha
Letícia Sabatella Latiffa
Nívea Maria Edna
Cristiana Oliveira Alicinha
Eliane Giardini Nazira
Léa Garcia Lola
Participações especiais
Juca de Oliveira como Albieri↓
Stênio Garcia como Ali
Francisco Cuoco como Padre Matiolli
Elenco de apoio

Elementos da novela

Perfis das personagens

Músicas

O tema de Jade e Lucas A Miragem, de Marcus Viana, ganhou uma versão internacional, All For Love, na voz de Michael Bolton, música que abria a trilha sonora internacional da novela. A trilha sonora da novela produziu cinco CDs.[2]