ARAGUAIA

Araguaia: Thiago Fragoso muda de visual para viver novo personagem

Ator teve que cortar o cabelo e fazer escova para interpretar Vitor Vilar

 

Thiago Fragoso à beira do rio Araguaia, em Goiás
(Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior)

Em Araguaia, próxima novela das seis da Rede Globo, Thiago Fragoso dará vida ao personagem Vitor Vilar. Na trama, Vitor é noivo de Manuela (Milena Toscano), dono de um grande frigorífico e de uma grande fortuna.

Para interpretar esse ambicioso empreendedor, que disputará a mocinha com Solano (Murilo Rosa), Thiago cortou o cabelo e fez escova. A foto ao lado foi tirada na última semana das primeiras gravações da novela, à beira do rio Araguaia, em Goiás.

Araguaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 
 
Araguaia
 
Informação geral
Formato Telenovela
Género Drama
Classificação etária Permitido para todas as idades i DJCTQ (Brasil)
Duração 45 minutos (aproximadamente)
Criador Walther Negrão
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Marcos Schechtman
Elenco original Murilo Rosa
Cléo Pires
Milena Toscano
Lima Duarte
Laura Cardoso
Edson Celulari
Júlia Lemmertz
Thiago Fragoso
Regina Duarte
Mariana Rios
Eva Wilma
ver mais
Tema de abertura "Companheiro", Maria Eugênia
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i(HDTV)
480i(SDTV)
Transmissão original 27 de setembro de 2010 – presente
Portal Televisão · Projeto Televisão

Araguaia é uma telenovela brasileira exibida pela Rede Globo, que estreou no dia 27 de setembro de 2010, substituindo Escrito nas Estrelas no tradicional horário das 18 horas da emissora. Tem direção de núcleo de Marcos Schechtman, geral de Marcelo Travesso e foi escrita por Walther Negrão.[1]

Conta com Murilo Rosa, Cléo Pires, Milena Toscano, Lima Duarte, Laura Cardoso, Thiago Fragoso, Mariana Rios, Suzana Pires, Eva Wilma e Júlia Lemmertz nos papéis principais.

Sinopse

Primeira fase

1845. Durante a Revolução Farroupilha, Antonia se apaixona pelo índio Apoena. Durante um ataque a fazenda onde Antonia mora, o índio foge com ela. Antonia engravida e Apoena decide levar a amada para sua tribo, os Karuê. Lá, a india Iarú, mulher de Apoena, descontente por perder o marido para Antonia, decide se vingar. Pede a ajuda de um xamã para lançar uma maldição sobre Apoena e Antonia: enquanto houver sangue karuê sobre a Terra, a começar por aquele menino que Antonia está dando a luz, todos os filhos homens dela e de suas futuras gerações terão morte prematura as margens do Rio Araguaia. Antes de morrer, Antonia relata essa história num caderno de receitas, que é passado de geração em geração. [2]

Passado algumas decadas, Antoninha, descente de Antonia e sabendo da maldição, decide dar o seu filho Fernando para a sua amiga Mariquita criar longe do Araguaia. [2]

Segunda fase

Muitos anos se passam e, Fernando, homem de meia idade bonito e charmoso, mas de carater duvidoso, perde suas ultimas economias, e decide, junto com sua esposa Estela, ir ao encontro do seu filho com quem teve pouco contato, Solano, em uma cidade chamada Pirenopolis. Ao chegar a cidade, Fernando descobre que sua mãe biológica está muito doente. Nem Fernando nem Solano a conhecem e, por isso, Mariquita pede que eles a acompanhem até o Araguaia, onde mora Antoninha, para que sejam apresentados a ela.[2]

Surpresa, mas contente por conhecer seu filho, neto e nora, Antoninha os alerta para que vão embora do Araguaia por causa da maldição. Ninguém acredita. Pouco tempo depois, Antoninha morre. Mesmo depois dos avisos de sua mãe, Fernando decide permanecer na região para herdar as terras que Antoninha deixou e vendê-las para, então, poder seguir seu rumo. Entretanto, ao descobrir que a propriedade da estância irá passar para as mãos do coronel Max como pagamento por dívidas antigas da fazendeira, Fernando resolve ir embora. Mas já é tarde: na véspera de sua partida, Fernando morre.[2]

Solano decide se estabelecer na estância e viverá uma verdadeira paixão as margens do Araguaia, ao conhecer Manuela, filha de Max, um coronel autoritário e que manda na região e que encontra em Solano um desafeto. Não só Max, Solano terá ainda como rivais a propria madrasta Estela, moça misteriosa e que fica apaixonada pelo enteado; e por Vitor, rapaz rico e noivo de Manuela. E sem falar da maldição que o assola. [1][3][2]

Elenco

Em ordem de abertura

Ator Personagem
Murilo Rosa Solano Rangel[3]
Cléo Pires Estela Rangel [3][4]
Milena Toscano Manuela Martinez[1][3]
Thiago Fragoso Vitor Vilar[3][4]
Emílio Orciollo Netto Néca Tenório
Suzana Pires Janaína Santos
Mariana Rios Nancy Santos
Raphael Viana Frederico Martinez (Fred)[5]
Nando Cunha Renê (Pimpinela)
Thaís Garayp Terê Tenório
Tânia Alves Pérola Simões[5]
Gésio Amadeu Cirso Simões[5]
Turíbio Ruiz Ruriá
Paula Pereira Isadora de Almeida Lutti (Dora)
Cinara Leal Safira Simões[5]
Nanda Lisboa Ametista Simões[5]
Raquel Villar Esmeralda Simões[5]
Yumes Chami Mamed Mascate
Flávia Guedes Aspásia
Ricardo Castro Caroço
Luciana Carinielle Lourdinha
Bruna Marquezine Terezinha
Thiago Oliveira Tavinho
Aninha Lima Lenita
Luciano Scalioni Bruno Santos
Christovam Netto Marreta
Maria Joana Glórinha (Sargento Mourão)
Eduardo Coutinho Ricardo
Adílson Maghá Genésio
Alice Motta Antônia
Diogo Oliveira Apoena
As crianças
Ator Personagem
Brenda Dniz Maria
Cadu Paschoal Pedro
Douglas Moreira André
Frederico Wolkmann Tomé
Laura Barreto Madalena
Luigi Matheus Mateus
Roberta Piragibe Verônica
Participação especial
Ator Personagem
Regina Duarte Antoninha Rangel[3]
Edson Celulari Fernando Rangel[3]
Atrizes convidadas
Ator Personagem
Eva Wilma Beatriz/Pierina
Júlia Lemmertz Amélia Martinez[4]
Atores convidados
Ator Personagem
Otávio Augusto Padre Emílio
Ângelo Antônio Geraldo Lutti Filho
Laura Cardoso como Mariquita (Maria Quitéria)[3]
Lima Duarte como Max (Maximiliano Martinez)[3]

 

Trilha sonora

Nacional

  1. "Rios de amor" - Victor & Léo
  2. "Mentes tão bem" - Zezé Di Camargo & Luciano
  3. "Companheiro" - Maria Eugênia
  4. "Disparada" - Daniel
  5. "Tocando em frente" - Leonardo (participação especial: Paula Fernandes)
  6. "O Amanhã É Distante (Tomorrow Is a Long Time)" - Zé Ramalho
  7. "Mais que a mim" "Ao vivo" - Ana Carolina & Maria Gadú
  8. "Fotos na estante" - Skank
  9. "Jardins da babilônia – Kid Abelha
  10. "O tempo" - Móveis Coloniais de Acaju
  11. "Puro Êxtase" - Barão Vermelho
  12. "Simples" - Manno Góes
  13. "Por enquanto" - Cássia Eller
  14. "Felicidade" - Antônio Villeroy

Sertanejo

  1. "Adrenalina" "Ao vivo" - Luan Santana
  2. "Pode Chorar" - Jorge & Mateus
  3. "Baladeira" "Ao vivo" - Jeann & Julio
  4. "Tô Vendendo Beijo" "Ao vivo" - Humberto & Ronaldo
  5. "Xique Bacanizado" "Ao vivo" - João Carreiro & Capataz
  6. "Futebol, Cervejada e Viola" "Ao vivo" - Luiz Mazza & Luciano
  7. "No Ponteio da Viola" "Ao vivo" - Mayck & Lian
  8. "Labirinto" "Ao vivo" - César Menotti & Fabiano
  9. "Amanheceu, Peguei a Viola" - Renato Teixeira & Sérgio Reis
  10. "Forrépeando" - Roberta Miranda e MV Bill
  11. "Louvação Forró" - Agarradinho
  12. "Catirandê" - Tais Guerino

Internacional

  1. "Marry Me" - Train
  2. "Valentino" - Diane Birch
  3. "I Run to You" - Lady Antebellum
  4. "This is Me, This is You" - Marit Larsden
  5. "Steal my Kisses" - Ben Harper
  6. "A Kiss From a Rose" - Leo Mancini
  7. "Stuck Like Glue" - Sugarland
  8. "Roll With it" - Easton Corbin
  9. "Come Back Song" - Darlus Rucker
  10. "Mine" - Taylor Swift
  11. "Turn on the Radio" - Reba
  12. "Mama's Song" - Carrle Unmderwood
  13. "As She's Walking Away - Zac Brown Band
  14. "Farmer's Daughter" - Rodney Atkins

Audiência

O capítulo de estreia de "Araguaia" teve média de 25 pontos com pico de 30 na Grande São Paulo, foi o mesmo valor alcançado pelo primeiro capítulo de sua antecessora Escrito nas Estrelas.[6] Já o segundo capítulo registrou queda, exibido no dia 28 de Setembro de 2010, teve média de 21 pontos com pico de 26 em São Paulo, caindo assim na meta da telenovela, que é 25 pontos.[7]

A média da primeira semana de Araguaia no Grande Recife foi de 34 pontos, e 64% de participação, equivalente a 737 mil telespectadores.[8]